Tears and smiles in the same time.

“Deixe-me
ser o seu
porto seguro.
Deixe-me
fazer do
meu coração
o seu
mais belo
abrigo.”
O Diário de Sofi.   (via expurgar)

(Source: Expurgar, via expurgar)

“E o amor?, você me pergunta. O amor, ah, sei lá. O amor nem dá pra definir direito. Acho que é um desejo de abraçar forte o outro, com tudo o que ele traz: passado, sonhos, projetos, manias, defeitos, cheiros, gostos. Amor é querer pensar no que vem depois, ficar sonhando com essa coisa que a gente chama de futuro, vida a dois. Acho que amor é não saber direito o que ele é, mas sentir tudo o que ele traz. É você pensar em desistir e desistir de ter pensado em desistir ao olhar pra cara da pessoa, ao sentir a paz que só aquela presença traz. É nos melhores e piores momentos da sua vida pensar preciso-contar-isso-pra-ele. É não querer mais ninguém pra dividir as contas e somar os sonhos. É querer proteger o outro de qualquer mal. É ter vontade de dormir abraçado e acordar junto. É sentir que vale a pena, porque o amor não é só festa, ele também é enterro. Precisamos enterrar nosso orgulho, prepotência, ciúme, egoísmo, nossas falhas, desajustes, nosso descompasso. O amor não é sempre entendimento, mas a busca dele. Acho que o amor não é o caminho mais fácil, pois mais fácil seria dizer a-gente-não-se-entende-a-gente-não-combina-tchau-tchau. O amor é uma tentativa eterna. E se você topar entrar nessa saiba que o amor encontrou você. Seja gentil, convide-o para entrar.”
Clarissa Corrêa.  (via s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)

(Source: desalentou, via s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)

“Em tantos milênios, os humanos nunca entenderam o amor. Quanto é físico, quanto está na mente? Quanto é acidente, quanto é destino? Por que casamentos perfeitos se desintegram e casais impossíveis prosperam? Não sei as respostas nem um pouco mais que eles. O amor simplesmente está onde está”
 A Hospedeira.   (via s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)

(Source: ciumentoepossessivo, via s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)

“Às vezes tento arrumar as coisas, mas esqueço que sou uma bagunça.”
Gramaticas (via maliciadinha)

(Source: gramaticas, via literally-their)

“Não precisa mudar, vou me adaptar ao seu jeito, seus costumes, seus defeitos, seu ciúme, suas caras. Pra que mudá-las? Não precisa mudar, vou saber fazer o seu jogo, saber tudo do seu gosto, sem deixar nenhuma mágoa, sem cobrar nada. Se eu sei que no final fica tudo bem, a gente se ajeita numa cama pequena, te faço um poema, te cubro de amor. Então você adormece, meu coração enobrece, e a gente sempre se esquece, de tudo o que passou.”
Não precisa mudar.  (via maliciadinha)

(Source: sustentadora, via literally-their)